Cidade fingida

17 de mai de 2012




Naquela cidade os sonhos ficavam nas árvores e as pessoas nunca dormiam. Lá fora fingiam que eram fortes e a alegria parecia eterna. Tudo era motivo pra rir, enquanto suas vidas passavam tristes no entardecer. Todo dia o vento adentrava as casas, mas era impedido de permanecer lá dentro. A propósito, chorar também era proibido. E dentro das casas eles permaneciam quietos, mudos, esperando que a chuva caísse e enfim molhasse a terra. Música seria ouvida, um sorrido seria formado. E quando não tinham mais nada para fazer, formulavam seus sonhos, imaginando coisas , mundos fantasiosos.

Como eu queria abrir aquelas portas e deixar a luz do sol entrar. Retirar a tristeza dos seus olhos, fazer com que enfim parassem de fingir. Eles não me enganavam mais.

Eles não falam comigo.

Helio Filho

4 comentários:

  1. "Eles não me enganavam mais.
    Eles não falam comigo."

    Reflete bem uma certa realidade.
    Adorei amigo, parabéns! =)

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amiga!

      Bom saber que o texto refle também uma realidade sua. Como te falei há muitas pessoas que são assim..

      Bjoo!

      Excluir
  2. Nossa, q marcante!
    Fingir a felicidade é realmente uma droga! Tristes pessoas q são assim! Adorei o texto!

    Bjuus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Concordo com você Hany!

      Obrigado!

      Bjoo =**

      Excluir

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo