Avril Lavigne - How You Remind Me

11 de dez de 2012
Eu estava muito ansioso por esse dia e finalmente ele chegou! Hoje foi lançado no Japão o cd com a trilha sonora do filme "One Piece Film Z" e adivinha quem faz parte? Isso mesmo, minha querida Avril! 

Já faz um bom tempo que ela lançou algo novo, musicalmente falando, por isso a espera por esse cover da banda Nickelback era muito grande. Confesso que me surpreendi com a música, a voz da Avril está incrível. A maturidade com que ela canta, os arranjos, o piano, tudo ficou muito bem combinado e como sempre, perfeito. É muito bom ver nossos ídolos crescendo cada vez mais, fazendo trabalhos bons. Isso mostra o quanto talentosos e perfeitos eles são e faz com que a cada dia tenhamos mais orgulho deles não é?

Espero que assim como eu vocês também gostem da música. Eu não poderia deixar de postar aqui! :] Confiram também a letra e a tradução!





-Helio Filho

O Fantoche e a Chuva

6 de dez de 2012



Porque no fundo havia um coração que pedia socorro. Era um dia comum, frio e chuvoso, as imagens nos seus pensamentos ficavam cada vez mais borradas com tantos sentimentos, tantas palavras misturadas, fatos estranhos e muitos sonhos que demoravam a eternidade para virar realidade. E ele ali, quieto, mudo, respirando constantemente, sozinho em um quarto escuro, pensando no seu rosto e no que poderiam um dia ser. Queria apenas ficar mais um pouco ao seu lado, mesmo que fossem poucos segundos, talvez um instante em que pudesse mergulhar novamente nos seus olhos e em um mundo diferente poderiam ser felizes. 

Achava que o destino não ia com sua cara. Ele poderia ser apenas um fantoche, preso pelas nuvens pretas que acomodavam-se lá fora e a chuva seria uma mera distribuidora de incertezas, com suas gotas pávidas, repletas de medo. Vai saber. Quatro anos se passaram e aquele mesmo sentimento estranho, que acordou de repente junto com poucas e raras palavras. Simples momentos que esvaziavam-se com a falta de palavras e atitudes. Ele não queria mais esperar. Queria encontrar certezas e mais do que tudo, verdades. Agora, a plenitude encontrada na sua vida ia muito além de imaginações e sonhos. O presente antecipava-se e com ele a necessidade inconstante de ser revelava-se a cada dia, independente de tudo. E mesmo que seu olhar voltasse pro passado e o tempo novamente fizesse com que formulasse ideias, seu maior compromisso agora era com ele mesmo. Refugiando-se no mundo, não permitia mais tristezas.

Agora Escrevo no Facebook

16 de nov de 2012


É isso mesmo gente. Finalmente criei uma página inteirinha dedicada ao blog no Facebook! Lá vocês poderão receber diretamente as atualizações e posts novos daqui assim como outros posts relacionados ao meu cotidiano e ao mundo das artes. Também será um espaço onde poderemos nos comunicar melhor, conhecer novas pessoas e falar sobre qualquer assunto. Espero que vocês gostem e claro, curtam bastante! Assim como o blog, essa página foi feita com muito carinho :)


Acessem aqui! Um abraço,

-Helio Filho

Observando

11 de nov de 2012




E faz tempo que observo tudo
De longe
E as palavras ficam lá dentro
Adormecidas
Querendo saber o porquê de tudo
Da vida, cheio com tantas certezas

Mas agora eu não me importo mais
Porque agora o mundo sorri
E eu não quero mais chorar
Pelo que eu nunca nem mesmo senti

Eu corro por entre as trilhas
Incertas, perdidas
Ao mesmo tempo seguras, cheias de vida
E tudo que eu sempre quis foi acreditar
Que tudo um dia poderia mudar
E mudou

Aos poucos vou deixando de observar
Fechando os olhos para o que não convém
Querendo apenas enxergar

O que de fato me faz bem.

-Helio Filho

...

9 de nov de 2012


"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens."


Fernando Pessoa.

Redescobrindo A Bahia

21 de out de 2012
Igreja Barroca que fica no Pelourinho (Salvador - Bahia - Brasil)
Há algumas semanas atrás tive uma grande surpresa: fiquei sabendo que uma das minhas tias que mora no Rio de Janeiro visitaria minha família aqui na Bahia pela primeira vez. Junto com ela viria duas primas que adoro e o marido de uma delas com sua filhinha de um ano. Fiquei muito contente - afinal, não é todo dia que vejo meus parentes cariocas que tanto amo por causa enorme distância que nos separa. Só para vocês terem noção, a última vez que nos vimos foi em 2006, ou seja, a saudade era muito grande. Eles ficaram por pouco tempo. Foram apenas 4 dias, porém muito divertidos.

Depois do avião ter atrasado muito, na quinta feira retrasada eles finalmente chegaram. Conversamos bastante, matamos um  pouco a saudade, colocamos parte dos assuntos em dia e fizemos muitos planos, dentre eles visitar a capital baiana, Salvador. Apesar de morar a apenas uma hora da cidade, não costumo visitá-la frequentemente por muitos motivos. Entretanto, os pontos turisticos já eram conhecidos por mim há algum tempo devido à excursões que fiz na época do colégial. Como era a primeira vez que minha tia estava visitando a Bahia não poderíamos deixar de visitar o Pelourinho, as praias, as igrejas, o Elevador Lacerda e muitos outros lugares que todo mundo visita quando chega lá. Foi isso o que fizemos.


Como as fotos ficaram muito legais, achei legal compartilhar um pouco do meu estado com vocês, espero que gostem =)

Meu Amadorismo Livre

4 de out de 2012




Há muito tempo não escrevia. Talvez pela junção de tudo que acontece na minha vida ou apenas pelo simples fato de não ter algo suficientemente bom para ser transformado em palavras, acabo ficando distante da escrita.  Detesto ter que ficar longe daqui. É como deixar de visitar uma casa no campo tranquila e ensolarada, com ventos e vários amigos te esperando. Por mais metafórico que seja, é assim que me sinto.  Entretanto, aprendi com o tempo a esperar pelos sentimentos que invadem a alma no momento certo. Não quero escrever por escrever. Quero escrever quando de fato algo for verdadeiro e me faça sentir a necessidade de compartilhar aqui –com vocês –minhas palavras.

Sei que pode demorar. Mas a demora às vezes pode ser um bom refúgio e uma ótima forma de absorver ideias. É só uma questão de ter meu próprio tempo de ter pensamentos e ideias sinceras, para que assim eu possa escrever de forma natural, sem a necessidade constante de formular algo como obrigação. Não sou nenhum escritor e nem tenho pretensão nenhuma a ser um, apenas quero levar o meu hobby da melhor forma possível, como uma verdadeira arte em que precisamos ter inspiração, honestidade e tempo de elaboração, sem deixar que o blog caia nos tantos clichês que existem por aí e se torne algo que ele não é.

Entre Ventos e Outros Infinitos

16 de set de 2012
Eu espero que os ventos sempre escrevam novas histórias a cada dia. Não uma qualquer, porém várias, divertidas, alegres, profundas, em que possamos aproveitar ao máximo os raio de sol que surgem lá fora e que tantos nem notam, preocupados com suas obrigações.  E mesmo que tudo me faça voltar para a terra, continuo andando descalço pelos jardins e vejo uma infinita luz que cobre meus olhos, sufocando meus pensamentos, fazendo com que eu pare para sentir o mundo. Eu respiro cada vez mais forte, correndo pelos oceanos transparentes, rodopiando pelos versos que escrevo, sendo cada vez mais lúcido e confiante. O tempo é perfeito. O que vi sempre me fez mal. Mas agora as coisas começam a se encaixar perfeitamente e numa onda repentina de palavras que me atinge fica uma frase que sempre gostei: “Seja feliz, independente de tudo”. Buscar a felicidade nada mais é que encontrar em sí mesmo os verdadeiros motivos que te fazem existir. Evoluímos a cada dia simplesmente porque fazemos e aprendemos com os erros, mesmo que seja tarde demais. Mesmo que as histórias nunca sejam escritas de forma correta e os ventos cansados mudem sem querer suas trajetórias. Mesmo que a cidade habitada por seu coração fique nublada todos os dias e seus olhos nunca possam enxergar o sol. Ainda temos todo o tempo do mundo para mudar, acordar e buscar por novos  e infinitos ventos.


Basta senti-los.

-Helio Filho

História Trágica Com Final Feliz

16 de ago de 2012
Simples, verdadeiro, belo. Essas palavras descrevem o lindo trabalho de Regina Pessoa, realizadora do curta-metragem de animação "Trágica História Com Final Feliz" produzido em 2005, que assisti recentemente na aula de redação do cursinho pré-vestibular. Quando terminei de ver só lembrei  de vir aqui compartilhar com vocês! A mensagem é realmente perfeita e tem muito a ver com tudo o que posto aqui no blog.

...

6 de ago de 2012

"Então vá e faça acontecer
Faça o seu melhor
Continue sorrindo
Estou lhe dizendo
Há sempre um novo dia"
Avril Lavigne - Who Knows

Devaneios De Uma Tarde Qualquer

26 de jul de 2012

Hoje eu penso que os dias devem ser do jeito que são – ou pelo menos a maioria deles. Tem situações que são essenciais naquele momento, no dia certo, na hora que devem existir. Por mais que eu me pergunte o porquê de certas coisas acontecerem comigo ou com outras pessoas, nunca encontro uma resposta definitiva e isso às vezes me deixa mais pensativo e sonhador do que sou.

Só que muitas vezes essas respostas só aparecem mais tarde, quando numa tarde qualquer percebemos a existência e a importância daquela realidade. Muitas vezes precisamos aprender com o passado, com a vivência de tudo aquilo que fez parte dos momentos.  E talvez, perceber a importância estando neles não faria tanta diferença assim como faz agora, quando só as lembranças aparecem.

Novo Twitter

18 de jul de 2012
Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Estou aqui apenas para mostrar que estou vivo (apesar de muito ocupado com os estudos) e que enfim fiz um novo twitter para participar de uma brincadeira que a banda Flyleaf fez no facebook.

A banda está pedindo que os fãs mandem via twitter trabalhos artísticos, montagens, qualquer coisa que possa representar o novo álbum de estúdio "New Horizons" que será lançado ainda esse ano . Os melhores trabalhos são postados no facebook oficial deles. Eu não poderia deixar de participar né? Fiz minha versão da capa do álbum a partir de uma imagem que encontrei na internet e sem esperanças enviei para a banda. Não é que ela gostou? Colocaram a foto no facebook e ainda favoritaram o meu tweet! Nem acreditei quando vi. Mais de 400 pessoas curtiram e eu fiquei muito, muito feliz! Não é todo dia que isso acontece né? Surreal ter seu primeiro tweet favoritado logo por quem? Flyleaf! Meu amor pela banda cresceu mais ainda depois desse acontecimento, sem dúvidas. 


Na Natureza Selvagem

1 de jul de 2012



Assisti um pedaço do filme “Na Natureza Selvagem” (Into The Wild) na aula de redação do cursinho pré-vestibular há algumas semanas atrás. Sendo coincidência ou não com minha vida, o professor comentava sobre como nós, seres humanos, podemos tomar decisões e mudar nossas vidas e como isso poderia afetá-las. Além disso, discutíamos também a individualidade de cada pessoa e a sociedade de consumo que faz o mundo contemporâneo ser sujeito dos seus atos e ao mesmo tempo um objeto deles.

A citação “O homem é um ser-no-mundo” do filósofo Heidegger nos fez pensar muito sobre o mundo capitalista que nos induz a ser algo sempre maior do que imaginamos, a constante ideia de que sempre precisamos nos tornar algo, o “ser algo” no mundo. Escolhido perfeitamente, o filme de Sean Penn se encaixou perfeitamente nessas temáticas. Não pude deixar, lógico, de assistir a obra inteira depois.

 Christopher McCandless é um jovem de 22 anos, recém-formado que decide abandonar sua vida cotidiana em busca de um desejo interior que faz parte dos seus ideais de vida. Totalmente contra o mundo materialista, ele doa todo o seu dinheiro juntado durante anos para uma instituição de caridade, abandona a casa dos pais sem nem mesmo se despedir e sai pela estrada rumo ao Alasca, para viver longe das relações humanas por ele chamadas de hipócritas e cheias de mentira. McCandless queria viver em contato com a natureza, longe de tudo que pudesse ser criado pelo homem consumista, materialista.

...

25 de jun de 2012



Recentemente recebi esse vídeo de um amigo e achei super legal! Quem não gostaria de estar nesse metrô hein?

...

21 de jun de 2012

"Aí eu lembro daquela música do Forfun: "Faço de mim casa de sentimentos bons, onde a má fé não faz morada e a maldade não se cria." Me cerco de boas intenções, me reservo pros poucos e melhores amigos. Me encho de luz lendo Adélia, Manoel e Caio. Me permito o riso."


(Cris Carvalho)

Distraído

5 de jun de 2012

Eu só queria caminhar lentamente em uma tarde ensolarada de mãos dadas com você. Sentir o ar fresco que vem do céu, apreciar a beleza dos jardins. Não me interessam mais shoppings, lugares cheios, palavras banais, agitação comum.  Quero um minuto de amor e carinho. Um simples gesto de afeto como um rosa ao desabrochar para o dia. E meus olhos serão pequenos para enxergar a importância desse entardecer, quando o sol já não estiver mais aqui e desaparecer para nos presentear com estrelas. Contaremos talvez mil, algumas riscarão o céu profundo, de longe veremos o futuro e quando a chuva cair voltaremos pra casa à espera do nosso café quente. Seria um dia feliz, mais um dos infinitos que teríamos. Um sorriso essencial para nossas vidas. Um mundo novo cheio de sonhos.

[pausa]

Volto aos meus livros espalhados no chão.

Helio Filho

...

29 de mai de 2012


"Sabe qual é a prova de que se está feliz? Quando você não precisa provar isso pra ninguém."

Fernanda Estellita

Lembranças

20 de mai de 2012

Inalo a nuvem no meu corpo.
Deito na grama úmida do jardim. Espero o momento em que me devo deixar ir. Sem sentir, meu coração viaja léguas e a distância fica pequena quando enfim nossas lembranças voltam, mesmo que por poucos segundos, à  minha mente.

Sorrio para mim mesmo. O vento faz minha alma mais leve. Tudo era tão importante quanto o fato de nós pordermos existir, sermos o que somos. E os caminhos mudaram, assim como o tempo, que de vez em quando faz o céu ficar mais azul.

Agora eu vejo vocês de longe. Daqui da grama úmida do jardim.

Fiquei a vê-los se afastar.
De mim.
Helio Filho

Cidade fingida

17 de mai de 2012




Naquela cidade os sonhos ficavam nas árvores e as pessoas nunca dormiam. Lá fora fingiam que eram fortes e a alegria parecia eterna. Tudo era motivo pra rir, enquanto suas vidas passavam tristes no entardecer. Todo dia o vento adentrava as casas, mas era impedido de permanecer lá dentro. A propósito, chorar também era proibido. E dentro das casas eles permaneciam quietos, mudos, esperando que a chuva caísse e enfim molhasse a terra. Música seria ouvida, um sorrido seria formado. E quando não tinham mais nada para fazer, formulavam seus sonhos, imaginando coisas , mundos fantasiosos.

Como eu queria abrir aquelas portas e deixar a luz do sol entrar. Retirar a tristeza dos seus olhos, fazer com que enfim parassem de fingir. Eles não me enganavam mais.

Eles não falam comigo.

Helio Filho

Arquitetos do nosso destino

16 de mai de 2012

"Somos os arquitetos do nosso destino, pois nascemos para educar nossos espíritos e para evoluir. No momento em que entendermos que ninguém pode nos fazer felizes ou infelizes e que somos nós os únicos responsáveis pelo nosso sucesso ou fracasso; alegria ou tristeza; saúde ou doença; céu ou inferno, assumimos a responsabilidade pela nossa existência, e vamos a luta para realizar nossos projetos, e buscar nossa felicidade."

(Anita Godoy)

Cisnes

1 de mai de 2012



Eu mergulho no infinito e vejo a luz que sai de mim, desnorteada com o tempo, perdida com tantas escolhas. Vejo o mundo de longe como uma estrela perfeita girando ao meu redor, rindo de cada ser que está em sua terra e ao mesmo tempo séria por eu não poder estar nela. Porque eu voo por onde passo e a cada esquina derramo os meus sonhos. Não sou como o mundo, sempre do mesmo jeito, girando em si mesmo, ficando no escuro quando se afasta do sol. A cada passo dado, corro em direção ao futuro longe de mim, incompleto pelos ventos, a procura de apenar ser o que ainda busco.

E transformam-se as horas junto com o tempo. Pessoas ficam distantes, seus rostos desfiguram-se, aos poucos me vejo sozinho em um mundo completo de cisnes, brancos, quase perfeitos, girando em um lago azul. No céu, as estrelas são os tesouros mais preciosos, nossos sonhos que envoltos por uma camada fina de esperança brilham mais que a lua. O tempo frio das noites nos dá a sensação de equilíbrio que perdemos, quando a água estática reflete o que antes parecia tão longe.

Percebendo as estrelas ficarem cada vez mais distantes, aos poucos e sem querer meus olhos derramam lágrimas. A saudade dói, como rimas quebradas, desconstruídas. Os pensamentos retornam à mente, frágeis, querendo encontrar a felicidade imaginada. Não durmo. As estrelas ainda me perturbam. Não choro, procuro as pessoas que me fazem sorrir.

E a vida segue, a dor passa, tudo vira um novo e azul céu. Os ventos chegam, levam o que antes não fazia bem, quebram as paredes que sufocam os sonhos. Mergulho então no lago, conheço os cisnes ao meu redor, construo aos poucos minha própria constelação. E caminho rumo ao destino, conhecendo um novo mundo, evoluindo a cada passo, com novos pensamentos que me completam e certo de que minha essência, ao contrário dos cisnes, não mudou.

Helio Filho

Some News

24 de abr de 2012
Para a enorme surpresa de todos, novamente mudei o nome do blog e voltei com o antigo "Agora Escrevo". O motivo é simples: já existem outros blogs chamados "Animus Narrandi". Fiquei muito triste em saber disso, mas como não quero fazer plágio nenhum, resolvi mudar mais uma vez e voltar com o título que todos nós conhecemos. Eu posso até mudar novamente algum dia (se conseguir achar algo interessante e que tenha a ver com o blog), até lá ficará tudo como sempre foi! Espero que entendam, mas foi necessário fazer isso. Além disso, com o novo layout passei a gostar novamente do nome. Isso soa um pouco estranho, mas é verdade. Parece que finalmente consegui achar o layout que reflete a real "identidade" daqui. Poesia, arte e sentimentos! Nada que um lindo horizonte não possa traduzir...

E para a minha surpresa hoje foram completadas 30 mil visitas aqui no Agora Escrevo! Queria agradecer imensamente a todos vocês leitores que sempre estão por aqui, comentando, visitando, dando uma olhadinha nas novidades. Sem vocês me apoiando sempre, nada disso poderia estar acontecendo. Obrigado por tudo! Abraços,


Helio Filho

Tempo De Pipa

21 de abr de 2012
 "Mas tudo bem
O dia vai raiar
Pra gente se inventar de novo".





Cícero é um dos cantores que mais tenho ouvido ultimamente. Suas músicas são lindas! Vale muito a pena conferir seu cd solo "Canções de Apartamento" lançado no ano passado. Pra quem gosta de músicas calmas, introspectivas e verdadeiras é uma ótima dica :]

Movimento

13 de abr de 2012


"Um passo, às vezes um único passo, pode demorar um mundaréu de quilômetros.
Tudo bem. O que importa é que quando aconteça seja capaz, primeiro, de nos aproximar de nós mesmos".
Ana Jácomo

Animus Narrandi

8 de abr de 2012
Olá leitores! Tudo bem com vocês? Faz um bom tempo que não venho aqui né? O motivo da minha ausência aqui no blog é que realmente estou sem tempo de postar! Muitas coisas aconteceram na minha vida e uma delas inclui mudanças nos meus estudos. Depois de longos quatro semestres decidi trancar a faculdade de Cinema que estava cursando e tentar outro curso, agora na área de saúde. E como vocês sabem, para isso acontecer tenho que prestar outro vestibular (a parte chata da história) . Desta forma, novamente entrei em um curso pré-vestibular e estou estudando muito ultimamente, tendo muitas aulas pela manhã e pela tarde. Está sendo cansativo, mas espero que tudo aconteça como estou planejando, vai ser melhor assim! Os dias passam, nossos gostos mudam,  nossa vida muda e a gente precisar seguir em frente, sempre pensando no melhor não é?

O Poeta Triste

30 de mar de 2012

E o mundo acontecia por onde andava. Eram dias chuvosos, onde o ar frio corria seu corpo e a incerteza das ideias era sua única companhia. Pessoas o viam, estranhos pensamentos eram decifrados em sua mente. Sozinho naquela sala, as conversas viravam histórias. Os personagens inconformados com seus criadores o atormentavam. Triste sem fim, queria a companhia das músicas, aliadas nos momentos de solidão. Lembrava das frases, das memórias, das pessoas. Lembrava do seu antigo mundo, de tudo que deixou pra trás.

Eram estranhos sentimentos que misturados transcendiam  o significado do sentir. Ele não mais sentia. O mundo era estático, imóvel. As horas não passavam e os ventos demoravam nas curvas infinitas. A vida presa entre quatro paredes impedia que enxergasse as luzes do horizonte. Perdido em si mesmo ele aos poucos se encontrava. Mero formador de sonhos.

Ele estava triste por ter sonhado errado. Um gota da chuva que caiu despercebida. Agora queria caminhar na direção certa para que enfim acertasse as trilhas da felicidade. Não importava se fosse demorar ou se um dia iria acontecer, apenas seguia em frente, sem desistir, acreditando em si mesmo. Juntaria agora as lágrimas e formaria seu próprio oceano, com ondas fortes de um guerreiro e calmaria dos dias bons. Seu final seria feliz.

" E a memória que tinha era de um lindo dia de sol, onde o vento fresco balançava seus cabelos negros quando enfim acordava nas manhãs".

Helio Filho

Tudo Muda

17 de mar de 2012

 21 de março é o Dia Mundia Da Poesia! Como não poderei postar aqui no blog nesta data tão especial, dedico de  antemão este simples poema a todos que de alguma forma simpatizam com essa linda forma de expressão e arte! Um abraço :}


E eu tento, você tenta
A vida segue, continua
Um dia novo, acontece
Um novo rosto, aparece

Não somos mais o que fomos ontem
Sorrisos pequenos, ventos no horizonte
O sentimento que está dentro do coração
É tão diferente, uma nova visão

 Buscando sempre o melhor
Vamos todos em direção ao sol
Onde pássaros exalam o cheiro da árvore
que dança feliz a dança dos dias

Pois tudo muda, se renova
As horas passam na memória
E o passado agora se constrói
com o futuro que é a nossa história.

Helio Filho

Entrevistando Jeann Diniz

6 de mar de 2012
Oi pessoal, tudo bem com vocês? Hoje estou encerrando as entrevistas dos ganhadores da primeira promoção que aconteceu aqui no blog em dezembro do ano passado! Vocês já conheceram um pouquinho mais sobre a Michelle e a Aline, as primeiras sortudas,  hoje vamos conhecer o 3° sorteado, o Jeann Diniz, que ganhou o dvd do filme "O Fantasma Da Ópera". Ele é de Fortaleza, formado em Engenharia Química pela UFC e sua entrevista ficou muito bacana!

 Confiram!

Agora Escrevo: Qual a sua profissão?
Jeann: Sou estudante de mestrado em Engenharia e Ciências de Materiais, recém-formado em Engenharia Química pela UFC.

Agora Escrevo: O que você mais gosta nela?
Jeann: O que eu mais gosto é possibilidade de exercer a atividade de pesquisador, e a perspectiva de desenvolver novos materiais.

Agora Escrevo: O que você costuma fazer no seu tempo livre?
Jeann: Gosto de ouvir música, escrever, ficar na net, jogar no computador e principalmente reunir os meus amigos para cinema, praia, RPG, barzinho com música ao vivo, etc!

 Agora Escrevo: Você gosta da sua cidade? O que mais gosta de fazer? O que tem de mais interessante por aí?
Jeann: Sou de Fortaleza, eu amo a minha cidade! É comum as pessoas conhecerem a minha cidade devido às praias, mas o que eu mais gosto são os programas a noite: restaurantes, shows de humor, barzinhos, clubes, etc! Coisas que toda cidade grande tem, mas Fortaleza preserva um clima bem boêmio na noite!
| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo