Cântico II

25 de nov de 2011
Não sejas o de hoje.
Não suspires por ontens...
Não queiras ser o de amanhã.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabes que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
É a passagem que se continua.
É a tua eternidade...
É a eternidade..
És tu.

Cecília Meireles

Birdy

15 de nov de 2011

Oxigênio

6 de nov de 2011

Tem horas que precisamos respirar. Deixar o ar entrar em nossos pulmões, nos afogar em oxigênio. Apenas sair do mundo real e pensar que cada dia pode ser diferente, com histórias, pessoas, atitudes, vidas, momentos. Respirar e apenas ter em mente que podemos seguir caminhando e que apesar de tudo e de todos nós podemos fazer isso. Parar por um momento e esquecer tudo por um segundo. Como se fôssemos esvaziados como uma garrafa de plástico, e tudo que nos incomodasse percorresse um caminho diferente do nosso e então, nos encheríamos de um novo tipo de ar, com novos componentes, novas cores, novas vidas.
| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo