Um dia

27 de set de 2011
Era um dia especial. O sol aparecia calmo por entre as nuvens, de longe podia-se ouvir o barulho de carros nas estradas e um vento frio entrava pela parte aberta da janela, bagunçando os seus cabelos lisos. Tinha acabado de acordar, no rosto um sorriso sincero mostrava um nervosismo atípico da sua personalidade calma, virginiana. Por alguns instantes permaneceu deitado no colchão. Respirava fundo e não conseguia manter os pensamentos longe das suas memórias. Como alguém que não conseguia acreditar em contos de fadas e histórias de amor, a vida lhe dera o presente que tanto almejava, envolto de surpresas, medos e o mais importante, felicidades. O dia havia chegado, com ele momentos que seriam inesquecíveis, sons que jamais sairiam de sua cabeça, um dia esperado por anos.

Iria ver seus olhos profundos, sua expressão cativante, seu rosto perfeito, seus longos cabelos e ouvir sua voz suave cantando músicas que fizeram parte de sua vida. Músicas que o acompanharam durante anos, em estradas e lugares diferentes, em horas talvez esquecidas, momentos que foram em vão. Amigas que o entendiam muito bem, sendo o consolo de seus dias tristes e a agitação dos alegres. Olhando para a televisão desligada da sala lembrava de como um dia desejava estar naquele lugar, com todas aquelas pessoas, fazendo parte daquele momento. Como tudo agora era uma confirmação próxima. As horas eram mais um obstáculo a superar. Cada instante que passava seu sonho tornava-se mais próximo de acontecer. Um sentimento diferente estava preso no seu corpo, como uma leve brisa fresca que flutuava nas margens de um rio calmo.  Ele olhava para um céu azul que surgia por uma fresta da janela de madeira. A beleza daquele momento era só um começo de um dia, o dia mais esperado de todos. Seu corpo levitava, ele corria por entre as pessoas, suas lágrimas confortavam seu nervosismo, ele não acreditava. Um dia começava e  diferente de todos, esse era incomum. Guardado para sempre nas memórias, no fundo do seu coração pequeno, com músicas que já não eram mais de ninar, ele relembrava tudo sem dizer adeus. Era um momento em que podia respirar, e respirando conseguiu pensar em tudo que vivia e nos momentos que poderiam acontecer. Tudo era brilhante, como estrelas no céu. E o afogar das luzes não era mais importante que a voz suave que ouvia, quando teve a certeza do seu olhar. Foi quando ele enfim sorriu e a partir de então esteve pronto para viver cada segundo daquele momento.


Helio Filho

- Queridos leitores, hoje foram completadas 10.000 visitas no blog! Queria agradecer de coração a todos vocês que de alguma forma, de algum cantinho do mundo passam por aqui! Muito obrigado! :) H.F

8 comentários:

  1. Own querido, q texto lindo! Adorei, por acaso foi verídico? Mto lindo! Parabéns pelas 10.000 vistas,vc merece mto mais!

    bjão!!!

    ResponderExcluir
  2. Muitoo bom!

    www.sem-nozes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto Helinho! Já estava sentindo falta dos textos de sua autoria! Esse me pareceu ser tão verdadeiro, faço a mesma pergunta que fizeram acima, é real? Adoro seus textos! Parabéns mesmo seuu cineasta-escritor hauahauha!

    Bjsss!

    ResponderExcluir
  4. lindo seus textos, parabéns pela contagem de visitas, com textos assim vc merece. torço para um dia o meu blog ser tão popular assim. sucesso!

    ResponderExcluir
  5. Muito Lindo o texto!
    abraço

    Você escreve muito bem

    http://rodrigobandasoficial.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Nossa kra primeira visita que faço a seu blog,e estou em um êxtase que se mistura com a serenidade,como seu texto!
    gostei muito foi como uma ótima sobremesa,sabe aquela que você fecha os olhos a cada colherada e aprecia sem pressa.
    gostei muito,foi uma ótima visita!

    http://algopoetico.blogspot.com/
    =]

    ResponderExcluir
  7. Meu caro, faz tempo q n venho no seu blog! Como vai vc? Gostei mto do texto! É a suacara, sem palavras! Parabéns pela 10.000 visitas, upss, agora são 10.178 hauahuaha Vc merece, o blog merece e sempre continue por aqui! Q mais e mais pessoas venham visitá-lo!

    abraçosss '')

    ResponderExcluir
  8. O som parece ser um tipo de roteiro infinito na nossa cabeça, dos ruidos a música, mas sempre causando algum efeito.

    belo blog...

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo