Sonhadores à luz do dia

17 de ago de 2011

Recentemente estava lendo um livro (muito bom por sinal) sobre criação de  roteiros do Doc Comparato e em um capítulo que fala sobre ideias e como desenvolvê-las  ele afirma que segundo Freud o criador literário acaba por ser um "sonhador à luz do dia". Depois que li essa frase fiquei um pouco pensativo, afinal na minha concepção nem todo criador seria um sonhador, tentei imaginar como seria um sonhador à luz do dia, será que nós seres que amamos criar realmente somos assim?  Ele está certo!


(...) Em "Delírios e Sonhos da Gradiva de Jensen", escrito em 1907, Freud analisa a personagem principal do romance em questão. Aplica assim a sua teoria psicanalista para estudar o assunto da criação literária, que é interpretada como um fenômeno psíquico. Freud se refere também às obras da literatura, às personagens, aos temas e ao estudo do próprio escritor por meio de sua obra. Do seu ponto de vista, os poetas, isto é, os criadores literários, compreenderam a importância do sonho e o seu significado profundo com maior aproximação do que os homens da ciência. Assim, o criador literário acaba por ser um sonhador à luz do dia.

Mas o que faz um sonhador acordado? Freud é apologista da tese de que a pessoa feliz não tem fantasia, já que as fantasias são anseios insatisfeitos. Também  os sonhos norturnos seriam realizações de anseios reprimidos que apenas se exprimem de maneira distorcida.

(...) Jung, em sua teoria do "incosciente coletivo", segue a linha desses pensamentos. Assim, a fantasia (sonhar acordado) seria a correção da realidade insatisfeita, a invenção de um realidade na qual todas as necessidades, boas ou más, se veriam realizadas.

Segundo Freud, o escritor criativo e o "sonhador à luz do dia" fazem exatamente a mesma coisa que a criança quando brinca e reorganiza o mundo a seu gosto utilizando como matéria-prima a imaginação, as fantasias. O contrário da imaginação seria simplesmente a realidade. (...) No entanto, a criança distingue perfeitamente o imaginário da realidade e gosta de relacionar seus objetos com coisas do mundo real. E é isso que diferencia a brincadeira infantil das fantasias do adulto, porque os adultos brincam (fantasiam) para fugir à realidade. Assim, o jogo do artista se baseia na maneira de utilizar a fantasia, o delírio: com tinta, palavras ou mármore. O resultado é a obra de arte.


COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro. São Paulo: Sammus, 2009,p.42-43.

9 comentários:

  1. ah, com certeza eu concordo com Freud, nós artistas somos sonhadores, para criar algo simplesmente não existe, mas claro, a inspiração existe de maneira incontestável, enfim, adorei, e ganhou uma nova seguidora.


    \tô aki retribuindo comentário, mto obrigada, pessoas como vc são a essência para a existência do meu blog


    http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
    visita o meu blog? me dá esse prazer vai ;)

    ResponderExcluir
  2. Amei o post Helio!

    Sério, eu nunca tinha parado pra pensar nisso, e faz total sentido mesmo. Todos os artistas criam coisas q realmente fogem completamente suas realidades, acho q isso é a mágica da criação né, essa fantasia q só quem é artista sabe como fazer! Sonhadores!

    Beijoss!

    ResponderExcluir
  3. Amigo Hélio,eu digo,apenas ouça o seu coração e a sua mente,é o que importa,fique longe das teorias,isso desvia você do seu sonho,seja dormindo ou acordado.Não de muita importância aos "freuds" da vida.Se você possuir o DOM ele vai fazer de você algo muito maior que tudo isso.
    Boa sorte e fica com DEUS.-Visita o meu Blog,é só POESIAS,pode ser que você goste de alguma.Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com Freud, o escritor criativo tem que ser um sonhador para ter várias idéias.

    Seguindo! abs

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Fiquei muito feliz que tenha gostado do meu blog. Estudei muito Freud no meu ensino médio, e vou voltar a estudá-lo na faculdade. Seus conhecimentos são fantásticos. E sim, eu fantasio muito, rsrs. E dai saem uns poemas de vez em quando.

    Bem, um grande abraço!
    http://suinguken.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Tb acho q o Freud tem razão! O q seriam dos artistas sem suas fantasias e seus sonhos? Acho q a "alma" da coisa está aí né? Nunca tinha parado pra pensar nessa coisa q os sonhos seriam a invenção de realidades insatisfeitas, mto interessante!

    Abraços :]

    ResponderExcluir
  7. Garota de várias faces,

    Com certeza! Inspiração também é fundamental! Obrigado por me seguir e volte sempre :)

    Hany,

    Ah que bom que você gostou! Mas isso é a mais pura verdade. As vezes crio textos e coisas que fogem completamente a minha realidade! É verdade, só quem é artista sabe como fazer! :**

    Paulo Gomes,

    As vezes é bom conhecer teorias e pensamentos. Não é por que estou postando textos do Freud que isso significa que acredito 100% nas coisas que ele fala.Entretenimento e cultura, aprendemos assim! Mas concordo com voce, ouvir o coração e a mente é fundamental, assim como ter o "dom". Se bem que o dom você pode ter com o tempo né, mas isso já é outro assunto! Abraços, vou visitar!

    ResponderExcluir
  8. Edu Chaves,

    É verdade! Obrigado por seguir :}


    Kamila,

    Ah, com certeza! São ótimos conhecimentos. Também estudei um pouquinho ele no ensino médio e estou vendo direto agora na faculdade, não tem como fugir né. Huahuahah todos nos fantasiamos não é? Quem não sonha nesse mundo? Volte mais vezes!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Matheus Lucas,

    Não é? Também concordo com você! É realmente a alma da coisa huahauhauh! Eu também não, gostei muito quando li, achei bem legal! Mas fiquei me perguntando, será que é verdade mesmo? Vai saber né.

    abraços

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo