Do outro lado com Gabi - Prólogo

9 de set de 2010
   Era uma tarde quente de verão. A jornalista e apresentadora Marília Gabriela pensava nos tópicos da palestra que faria mais tarde, intitulada “A ética do entrevistador”, no auditório da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. 

   Faltavam ainda algumas horas antes da palestra, e ela se encontrava bebericando um suco de laranja com hortelã em um restaurante na Rua 25 de Março. Ela havia pedido um sanduíche de atum, que segundo o cardápio, havia sido pescado diretamente das águas do rio Paraguaçu. Somente quando o sanduíche chegou que ela percebeu o quanto estava faminta. Comeu toda a refeição em apenas três gulosas mordidas, e se deu conta, envergonhada, de que seu ato havia sido muito pouco educado. Olhou de esguelha para os lados, levantou-se e caminhou a passos largos para o toalete. 

   Dentro do toalete abriu sua bolsa Chanel e sacou de lá um fio dental. Enquanto limpava seus dentes, se olhou no espelho e sua visão se embaçou por alguns segundos, sentiu-se um pouco tonta e se segurou no lavabo para não cair. Respirou fundo e colocou a mão no estômago. ‘Deve ser o calor’, falou para sua imagem no espelho. Depois de se recompor, passar um perfume e retocar a maquiagem, ela se retira do toalete e se dirige para a saída do restaurante. Saindo do restaurante ela vira à sua direita, e se depara com um casarão de aspecto colonial. A construção tinha portas enormes e retangulares, e no segundo andar haviam sacadas protegidas por grades bem trabalhadas. Curiosa como todo bom jornalista, Marília Gabriela entra decididamente no casarão.

   - Boa tarde, dona! – lhe diz um porteiro muito velho e pessimamente vestido, que se encontrava sentado atrás do parecia ser uma mesa muito antiga e pesada.
   - Boa tarde! Gostaria de saber o que vem a ser essa casa.
   - Esse casarão era a antiga residência de um senhor de engenho, e hoje abriga o Museu Regional de Cachoeira – respondeu o senhor com a voz baixa e cansada.
   - Hum... interessante! – diz a jornalista
   - Dois reais para conhecer tudo, madame. Vamos?
   - Sim. Mas prefiro ir só. Deixo uma quantia aqui e o senhor finge que não me viu subir – disse Marília Gabriela puxando uma nota de vinte reais e lançando-a sobre a mesa.
   - Estamos entendidos? – falou ela com aquele tom de quem sabe como conduzir uma conversa.

   O humilde porteiro assentiu e a deixou subir a escada de entrada. A entrevistadora parou e contou mentalmente o número de degraus que compunha a resistente escada de madeira. Subindo o primeiro lance, ela sente sua cabeça pender para um lado. Seus olhos giraram e ela sente que um desmaio é eminente, mas logo recobra a consciência e olha para trás, esperando ver o porteiro zombando dessa sua terrível gafe. Espantou-se ao notar que a mesa onde o velho se encontrava estava vazia, e respira aliviada por, de novo, ninguém ter notado um de seus momentos de fraqueza.

   Marília Gabriela começa de repente a sentir seu corpo vibrar. Suas mãos tremem involuntariamente. Seu corpo sua frio e ela sente um arrepio anormal subindo e se instalando em cada parte do seu ser. Um silêncio profundo ecoava por todo o ambiente. Seu rosto estava pálido, e todos seus sentidos estavam alterados, como se agora ela pudesse ver, ouvir e sentir tudo o que lhe era antes vetado por sua mente consciente. O engraçado era que apesar de todos esses sintomas, ela se sentia maravilhosamente bem. E, tomada por uma coragem nunca antes sentida, ela sobe o segundo e último lance de escadas e adentra o casarão.  

(Continua)

12 comentários:

  1. Que legal! Adorei o começo dessa história. É muito interessante e prende demais a nossa atenção, já tô louca pra ver a continuação rsrs

    Ahh.. Feliz Aniversário Helio!
    Muitas Felicidades e tudo de bom pra você.
    Parabéns e um grande abraço. :)

    ResponderExcluir
  2. Legal Helio! Gostei mto!!
    Parece ser engraçada haahhahha
    Esperando a continuação! Como disse a rejane, prende mto a atençao da gente hauaha
    Bjoo

    ResponderExcluir
  3. Muito bom haha!
    Quero ver o resto agora!! Marília dando show!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. aii, adorei esse prólogo! Quero ler o resto, parece interessante!

    ResponderExcluir
  5. hahaha eu ri em algumas partes.Mas tá bacana, mto legal, quero ler a continuação tb!!
    abraço!


    ah, o novo layout tá mto bom! Ficou ótimo!

    ResponderExcluir
  6. Adoreiii!! Louca pra ver a continuação!
    Esperando..
    tb adorei o novo layout, ficou lindo Helio! Mto melhor que o antigo, bem sua cara!
    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Cara foi seu níver?? Parabénss!!! Felicidades mil!

    ResponderExcluir
  8. Legal!! Adorei, que venha a continuação então :D

    ResponderExcluir
  9. Rejane
    Obrigado!! Fico mto feliz q tenha gostado da história, tem mta coisa pela frente ainda. Muiito obrigado pelos parabéns! Bjos

    Hany
    Fico feliz q tenha gostado querida!! Obrigado :)

    Joana
    Q bom q vc gostou!! Obrigado por estar frequentando meu blog! Aos poucos vou postando as partes! Bjs

    ResponderExcluir
  10. Verônica

    Fico feliz q tenha gostado! A história é bem interessante mesmo! Bjoo

    Matheus
    Entãoo,a história em sí é mto engraçada, vcs vão se divertir mto, porém a parte 1 é mais séria, foi legal pq ficou diferente ne..
    ah q bom q vc curtiu o novo layout, ainda vou fazer um post sobre ele, so estou esperando terminar as postagens da história da gabi!
    abraços

    Lis
    Q bom Lis! To super feliz por vcs terem gostado :) A continuação aos poucos vou postando aqui!! Fico feliz por ter gostado do novo layout, bem melhor né?? Eu tb achei rsrs
    Sim, no dia 10 foi meu niver, obrigadoo pelos parabéns! Bjão

    ResponderExcluir
  11. Vel
    Olá! Seja bem-vinda! Q bom q vc curtiu o prólogo, aos poucos vou postando a continuação :)
    Volte sempre! Bjs

    Anônimo
    Legal né? Q bom q vc gostou :)

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo