...

30 de jul de 2010


"As reticências são os três primeiros passos do pensamento que continua por conta própria o seu caminho"
(Mário Quintana)

Educação

24 de jul de 2010




Depois de muito tempo sem falar de filmes nenhum, volto ás minhas recomendações diárias. Desta vez é um filme muito legal, que eu achei aqui no computador sem querer e acabei assistindo. Tenho uma colega que me emprestou muitos filmes e por sorte este foi um dos que ela me recomendou..


Educação é um filme da dinamarquesa  Lone Scherfig  e roteirizado por Nick Hornby que fizeram deste uma obra simples e que muitas jovens podem se identificar. O filme é legal não só pelos belos cenários e pela iluminação na qual a diretora utilizou de forma muito elegante, mas na história  que se resume sem sombra de dúvida a uma reflexão que apesar de parecer banal hoje em dia, é de fundamental importância.


O filme conta a história de Jenny (Carey Mulligan) que é uma garota de 16 anos que sonha em ser aceita em Oxford e estudar Inglês, na década de 60. Esta na verdade é uma imposição de seus pais, que são muito rígidos e vêem na educação uma forma da garota ingressar na instituição.A garota no entanto gosta de arte, música francesa, concertos, clubes noturnos com muito glamour, mas é impossibilitada de viver nesse mundo por imposição dos pais.


Essa situação muda quando ela conhece  David (Peter Sarsgaard), um homem muito gentil, educado e que tem os mesmo gostos que ela. Eles começam então a frequentar todos os lugares que ela sempre sonhou, fazem novos amigos, ela passaa viver mais. A partir daí um romance começa junto com um conflito que perdura até o final do filme. Seria melhor deixar os estudos e viver tudo o que sempre sonhou  ou  focar na educação para alcançar seus objetivos?


No filme notamos a evolução de Jenny, passando de uma simples menina a uma mulher que apesar de não ser tão experiente e madura vê na  vida escolhas que mudam seus caminhos. Um filme que mescla elementos clássicos e contemporâneos, com ótimas atuações e diálogos muito bem feitos, vale a pena ser assistido. As vezes fazemos escolhas que talvez não sejam as melhores e é bom pensar nisso.


Helio Filho.

Que vem de dentro

22 de jul de 2010
Olá pessoal, tudo bem? Bom, estou de férias há mais ou menos uma semana e posso dizer que estou adorando isso, pois o semestre apesar de não ter sido tão puxado assim foi bem cansativo. É estranho por um lado, pois nunca tive férias nessa época do ano, aqui no nordeste temos férias em junho e normalmente as aulas voltam em julho. Mas na universidade é diferente né. Faz tempo que não falo nada do curso, mas é que realmente estava me faltando tempo pra postar aqui. Universidade é legal, mas tem muitos, muitos, muitos trabalhos e cinema é ainda pior pois temos que fazer gravações, viajar, andar. O semestre foi muito bom e o curso é realmente tudo o que eu esperava que fosse, afinal arte é arte né gente?
    Além disso conheci novas pessoas, amigos que certamente irei levar pro resto da minha vida. Pessoas que me pergunto por que nunca as conheci antes. É muito estranho isso, eu sei, mas costumo pensar nessas coisas, fico imaginando que poderíamos aproveitar mais os momentos se nos conhecessemos antes e não nesse exato momento de nossas vidas. Mas como diz os mais velhos, tudo tem sua hora. Sinto muita falta dos meus amigos do colégio. Não consigo mais ver todos como antes e isso acaba sendo insuportável. É difícil a gente ter que se separar de pessoas que estavam presentes quase todos os dias no nosso cotidiano.
    Fico imaginando, pensando onde estão todos agora? O que estão fazendo? O que aquela pessoa que via de vez enquando pelos corredores está fazendo nesse exato momento? E amanhã? É, amanhã ela não estará naquele corredor. Pareçe que todos somem e simplesmente se mudam do mundo e vão viver em outro completamente diferente. Ah, mas um dia vamos nos ver de novo, ah se vamos. Sinto falta dos meus professores também. Isso é normal? Hmm, talvez sim. Eu gostava muito dos meus professores menos de um que eu não vou falar o nome, lógico. Mas eram muito especiais sim e é estranho ter novos professores sendo que seus colegas  não possuem eles. É complicado, eu sei.
   Ah como tudo muda e como a vida muda. Rumos diferentes, histórias diferentes são escritas e nos resta apenas aquela lembrança, leve, risonha, simples. E nesta estrada continuo a estudar minha sétima arte que tanto gosto e que vem me fazendo tanto bem. Confesso que não queria que este post fosse assim, vim com o intuito de falar sobre um filme bem interessante que assisti, há foi o que veio de dentro.







20 de jul de 2010

E no passado, aquele era seu lugar preferido, longe de vozes, pensamentos, tormentos. Lá poderia procurar sua verdadeira aventura, mergulhar seus pensamentos, voar em direção ao infinito,conhecer novas histórias e sair um pouco da sua em busca de um novo horizonte..

-No que isto se transformou meu Deus?




Helio Filho.
19 de jul de 2010
"... cada um de nós é este pouco e este muito, esta bondade e esta maldade, esta paz e esta guerra, revolta e mansidão."

(José Saramago)

Amor

16 de jul de 2010
Oi pessoal tudo bem?  Mais uma vez trago um curta-metragem muito muito legal pra vocês! Esse curta eu vi na facul há um tempinho e não sei por que não postei aqui antes. É muito interessante, fala dos diversos tipos do amor, com histórias variadas, de uma forma criativa, interessante e muito engraçada. Vale a pena ver! Feito por José Roberto Torero.
Bom fim de semana a todos!











E pra você o que é o amor?
10 de jul de 2010
- Desejo passar o resto da minha vida com você.
- Não, uma vida com você nunca será resto.

Fabrício Carpinejar
7 de jul de 2010
 
"In the future everyone will be famous for fifteen minutes"
 
Andy Warhol
| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo