30 de jun de 2010
Um dia triste, uma data triste.
Vò, saudades eternas! Seis meses sem te ver :(
29 de jun de 2010

"Pelas escadarias da avenida deserta, lata de coca-cola largada na porta da igreja, aqui parece que o tempo não passou, quero te mostrar um vitral, esta sacada, aquele balcão como os de Lorca, entremeado de rosas, quero dividir meu olhar, desaprendi de ver sozinho..."


(Caio Fernando Abreu)

Palíndromo

25 de jun de 2010



Ok, todo mundo já está cansado de saber que eu amo de paixão curta-metragens, especialmente aqueles feitos com dedicação e que são bastante criativos, pois a criatividade em filmes pra mim é tudo. Não estou falando que não gosto de filmes simples, mas ser criativo é algo que encanta a todos não é mesmo? Na semana passada vi um curta metragem perfeito chamado " Palíndromo", de Philippe Barcinski para fazer uma avaliação da universidade e  me encantei por ele.


Confesso que não conhecia esse diretor que é brasileiro nascido no Rio de Janeiro e super famoso em outros países e apesar de minha professora falar que esse curta é bem conhecido nunca tinha assistido. Segundo ela " Palíndromo" já ganhou vários prêmios internacionais pela originalidade e criatividade do mesmo que sem sombra de dúvidas tem um roteiro excelente.




Pra quem não sabe, Palíndromo são palavras ou frases que lidas ao contrário possuem o mesmo significado. É impressionante como dá certo ( leia ao contrário as frases da foto)!. Utilizando-se desse artifício Philippe faz uma analogia dos palíndromos com a vida das pessoas, especialmente com a do personagem principal do curta que é um homem comum como qualquer outro, que trabalha e vive em uma grande cidade. 


Porém antes de contar a história tenho que falar da montagem do curta que é simplesmente o fator que mais se destaca de todos os outros.Ele é rodado todo ao contrário, as cenas, os movimentos tudo aconteçe ao contrário.É como se o curta começasse do fim até chegar ao começo. Eu achei simplesmente fantástica essa tecnica utilizada, ficou bem original e diferente. É interessante ver as pessoas andando de frente pra trás, os carros, até os diálogos que se resumem em palavras incompreensíveis. 


Palíndromo conta a história de um homem comum que tem um  dia péssimo. Primeiro é despejado de sua casa, depois fica sabendo que foi demitido da empresa onde trabalhava,depois briga com sua namorada e por fim é assaltado.Apesar de ser muito otimista, de ser feliz com a vida que tem, de sempre achar que tudo dá certo no final o homem nesse dia fica ciente da realidade que o envolve. Este é um tipo de curta que pode ter mil interpretações. Eu e meu grupo quando estávamos fazendo a prova (que era justamente pra analizar esse curta e falar de muitas coisas) tivemos muitas. Uma delas é que ele quis mostrar realmente até que ponto o ser humano estará estigmatizado com a vida que tem. Ah, tem muita gente que assim como o homem do curta, acha que a vida é assim, dá tudo certo no final,que é sempre a mesma coisa, está tudo bem sempre, é so rir, que nada de ruin vai acontecer. Também chegamos á conclusão que ninguém nunca se importa com ninguém. Reparem que quando o homem é assaltado ninguém faz nada pra ajudar ele, todos são muito individualistas. O mesmo aconteçe quando ele fica sabendo que perdeu o emprego, os amigos já sabiam, mas nem contaram a ele. 

Mas assistindo profundamente percebi que o barulho da buzina dos carros apesar do filme ser rodado ao contrário continua a mesma coisa, reconhecível. Achamos que andamos sempre pra frente, mas no fundo não saimos do mesmo lugar, dessa sociedade maluca, hipócrita, que vê em coisas materiais a vida que necessitam não sabendo que o mais importante não é nada disso. Muitas outras observações podem ser feitas - se eu for falar todas o post não vai terminar nunca - porém vale a pena assistir! Eu adorei simplesmente tudo nesse curta, as cores, as montagens, a trilha musical, enfim assista e tire suas próprias conclusões! É legal lembrar que ele foi filmado em São Paulo e essa idéia do filme ao contrário surgiu aqui, muito antes de "Amnésia" e "Irreversível".


Para assistir clique aqui.

Helio Filho

Espaço Curvo e Finito

20 de jun de 2010
Oculta consciência de não ser,
Ou de ser num estar que me transcende,
Numa rede de presenças
E ausências,
Numa fuga para o ponto de partida:
Um perto que é tão longe,
Um longe aqui.
Uma ânsia de estar e de temer
A semente que de ser se surpreende,
As pedras que repetem as cadências
Da onda sempre nova e repetida
Que neste espaço curvo vem de ti.  

José Saramago
Uma eterna perda da literatura brasileira.
16 de jun de 2010




"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."



(Nietzsche)
11 de jun de 2010




"Amigo é uma única alma habitando dois corpos."

(Aristóteles)

Amanhã

8 de jun de 2010
   Ah, amanhã será outro dia, um novo começo, com novos raios de sol atravessando os vidros da janela da sala de estar. E enquanto os pássaros cantam, aos poucos deixamos o sono que durante horas nos fez companhia, em uma noite tranquila, com o barulho da chuva, a água batendo na telha. Agora os olhos foram abertos, e a força dos músculos nos fez levantar para um novo dia, um novo horizonte, um novo viver.
Amanhã terão novas aventuras, novas palavras, novas lembranças que serão lembradas no próximo amanhã. E quem sabe surpresas nos farão sorrir, tristezas chorar, alegrias amar. As palavras dos amigos, o carinho dos parentes mais uma vez será sentido, e as músicas inconformadas por estarem mudas, aos poucos espalham-se pelo ar coloridas com seus tons de vida. Amanhã mais uma vez olharemos para frente, enfrentaremos novos desafios, lutaremos por nossos sonhos. Em em rascunhos ou páginas de livros, encontraremos novas idéias, alguns pensamentos, certezas ou medos. Mas estes serão pequenos enquanto tivermos certeza que mais um amanhã surgirá, pra nele os vencermos. Ah, amanhã eu vou me divertir, vou querer dançar, pular até não aguentar mais em festas. E quando tudo terminar, vou querer correr nas ruas, pular os muros, contar as estrelas do céu, correr ao redor das árvores, tomar um banho de chuva, abraçar todo mundo, dizer eu te amo.

Mas como  ter certeza que o amanhã  chegará?

E nessa confusão de pensamentos lembro das horas que passam, dos segundos que andam e dos milésimos que correm cada vez mais rápido. O que passou, nunca mais voltára e o amanhã será diferente de tudo o que em um ontem foi. Por que não sonhar no hoje e aproveitá-lo como nunca? Talvez seja tarde demais, amanhã.

A liberdade que o homem criou ( parte II)

6 de jun de 2010

No dia 19 de fevereiro fiz um post falando sobre minhas experiências nas aulas que estava tendo na auto-escola. Sim, estava tendo aulas teóricas sobre tudo o que envolve trânsito, aulas de mecânica, condutas, meio ambiente etc. Falei também que iria fazer uma prova sobre todas essas aulas que tive e que se passasse iria enfim ter as aulas práticas na rua.

Pois bem. Fiz essa tal prova já tem mais de dois (ou três) meses e passei. Foram 40 questões bem legais, com realmente tudo o que tinha aprendido com as aulas teóricas. Lembro que não havia estudado nada, pois na época eu ainda estava fazendo o cursinho e estava dedicando a maior parte do tempo com as matérias que tinha que estudar. Mas deu tudo certo e consegui passar na prova. Todas as pessoas que tiram suas primeiras habilitações precisam fazer essa prova antes de começarem as aulas práticas, é obrigatório, assim como o exame médico.

O exame médico é algo bem simples também. Uma psicóloga faz muitas perguntas sobre seu comportamento, sobre suas atitudes, sobre o que você come ou deixa de comer, enfim, tudo o que de uma certa forma envolva um estudo mais aprofundado para que uma pesquisa seja feita e veja se você realmente tem condições psicológicas de dirigir. Além disso tive que desenhar várias coisas, ligar desenhos parecidos uns aos outros, fazer uns tracinhos no papel, testes de inteligência . Uma médica fez algunas exames em mim também, de visão, pressão, força muscular, tudo para ver ser poderia dirigir. Lógico, também passei nesse teste.
Já tem mais ou menos duas semanas que comecei minhas aulas práticas. Não sei por que demorei tanto tempo assim para começar, pois o resultado da prova e dos exames saiu já tem alguns meses. Mas acho que foi por causa do meu cursinho, estava estudando muito na época, daí deixei pra depois essas aulas.

No começo foi tudo muito diferente pra mim. Eu nunca tinha dirigido antes e pro meu azar ainda tive que agüentar um instrutor muito chato, que não tinha paciência pra ensinar as coisas ( ainda bem que já troquei e agora as coisas estão bem). Dirigir não é difícil, mas você tem que ter MUITA atenção e coordenação motora. Além disso, tem que saber o tempo certo de passar as machas e olhar sempre para o retrovisor do carro para ver ser não há carros querendo te ultrapassar. É realmente difícil no início, demorei dias para passar as machas de forma correta,acelerar, frear, ligar o carro e dar a partida. Agora já estou bem melhor, inclusive já atravessei viadutos, estou dirigindo nas ruas, estou aprendendo a colocar o carro em uma garagem . Tem que ter dedicação também e deixar de lado os medos. Só de pensar que posso bater em vários carros na rua, me dá arrepios, ainda mais quando estou em alta velocidade, mas claro, o instrutor pode frear o carro a qualquer momento pois do lado no motorista nesses carros de auto-escola há freios colocados especialmente para isso. É apenas uma questão de tempo, para que realmente eu tenha mais segurança em dirigir. Lógico que é horrível quando o carro "morre" no meio da pista e os carros mal educados ficam buzinando sem parar, mas acostuma, afinal quem está em uma auto-escola está aprendendo não é?

Enfim, esta sendo uma experiência muito legal e diferente. Aos poucos estou me acostumando com essa idéia de dirigir e logo logo estarei tirando a minha carteira. É incrível como alguém pôde ter essa criatividade um dia e fazer algo tão importante para todos nós atualmente. Só agora pude perceber que realmente precisamos ter muita responsabilidade quando estamos dirigindo, é uma responsabilidade imensa você ter um carro e lidar com muitas vidas que estão ao seu redor, circulando livremente. Mas no fundo está sendo importante pra mim, não que eu seja um irresponsável, acho que está sendo fundamental pro meu crescimento interior também :)

A new change

2 de jun de 2010
E mais uma vez mudo o nome e o layout do meu blog. Não que estivesse insatisfeito com os anteriores, eram muito interessantes, porém queria colocar um nome mais poético  e que tivesse mais a ver com meus textos e com tudo o que transmito e um layout mais simples, mais aconchegante. Hideout of a dreamer ( Esconderijo de um sonhador) é um nome que eu mesmo inventei, um nome que tem muito a ver com o blog e comigo, por que apesar de tudo eu também sou um sonhador, eu sonho com a vida, sonho com meu futuro, com dias melhores, sonho com um mundo diferente, sonho com a verdade. Meu blog é meu esconderijo, um lugar que exponho todos os meus sonhos, um lugar que falo o que sinto, com meus textos verdadeiros e sinceros, um lugar onde posso me sentir bem, mesmo sabendo que ainda poucas pessoas frequentam. Um lugar onde estão guardadas as minhas palavras.Unindo essas duas idéias surge esse novo nome! Aqui ainda terá todas as minhas impressões, aliás, elas nunca deixarão de existir, mas meu enfoque não será mais nelas e sim em tudo o que sinto e está em minha volta. Acho que vai ficar melhor e mais bonito assim! Espero que gostem dessa nova mudança e prometo que não mudo tão cedo as coisas por aqui! Críticas são bem vindas:P


Ultimamente tenho estado sem tempo para fazer novos posts devido ás aulas da universidade. Estou no final do semestre e os professores estão pedindo mil trabalhos para serem feitos ao mesmo tempo. Se isso não bastasse, ainda tenho que estudar para provas, seminários e provas orais, ou seja, nada de tempo para outras atividades. Vida de universitário não é fácil não! Mas espero resolver isso em breve! Boa semana!

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo