Sobre os negros e o BAFF

23 de mai de 2010
    Tem mais ou menos três meses que entrei na universidade e deixei o colégio e toda uma história de muitos anos de estudo e muitas risadas. Uma coisa  que me chamou atenção logo no primeiro dia de aula nela foram os negros. Não que eu ache eles diferente dos outros, mas parecem valorizar mais suas próprias culturas. Parecem ter um conhecimento maior, uma sensibilidade mais apurada e sabem conversar de forma clara dos seus direitos como negros e de sua história.
  Grande parte dos estudantes negros do CAHL ( Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB)  usam os cabelos de forma natural, sem o uso das chapinhas e dos produtos químicos de alisamento que existem nos dias atuais. É legal falar isso, pois grande parte de minhas colegas de ensino médio era fascinadas por cabelos lisos e faziam de tudo para tê-los. Quando chovia parecia que o mundo iria acabar para elas que não queriam molhar o cabelo de jeito nenhum, corriam e pegavam sacos de lixo pra que a água não encostasse e estragasse os fios esticados.
 É, eu sei que no ensino médio as pessoas ainda não tem um pensamento maduro á respeito do que é valorizar uma cultura, nem eu critico o fato de pessoas quererem se sentir mais bonitas. Só acho legal comentar esses dois lados da moeda para que todos tenham uma noção do que é ser negro no Brasil. Na escola temos todo um conjunto de fatores que fazem com que os negros se vistam de um jeito, usem os cabelos de uma forma, usem tênis de certas marcas, tudo ditado por uma moda onde a mídia exerce grande influência. A novela das oito, malhação, todos esses programas ditam as normas de como você deve ser. E os adolescentes ainda na fase  de descoberta de suas personalidades acabam por serem influenciados e aderem á esses estilos. Também tem a questão dos famosos " grupinhos". Se você não é desse jeito, nem fale comigo. E o diferente acaba por ser excluído das amizades e de todo o convívio.
    Mas na universidade é diferente. Lá as pessoas não estão nem aí pro que você fala, veste, usa. Todos tem uma capacidade maior de discernimento sobre tudo. E é por isso que os negros usam suas idéias para serem o que são dentro da universidade. Valorizando suas culturas, suas personalidades e toda uma história de séculos de existência, sem serem influenciados por essas mídias. Pelo menos, essa é minha visão até agora.

A universidade também cumpre com seu papel. No fim da semana passada e começo desta aconteceu um festival de cinema importantíssimo lá. O III Bahia Afro Film Festival ( BAFF). É um festival de cinema que une diversos segmentos do mesmo para em conjunto fazer um festival pautado na cultura afro. Filmes de diversos países foram mostrados do auditório do CAHL, além de paletras sobre cinema e várias oficinas muito interessantes. Eu participei de uma muito legal que foi a " Tele em transe", ministrada por Roque Araújo que fez muitos filmes com Glauber Rocha,o maior cineasta baiano. Um dos filmes mais populares dele foi " Deus e o diabo na terra do sol". A oficina foi muito interessante, aprendi muitas coisas, inclusive pude mexer em câmeras que nunca tinha visto antes. Tiveram outras oficinas também, como a e de edição de vídeo e roteiro, mas eu preferi a do Roque por que trabalhou com a manipulação da câmera digital e a do cinema, foi muito interessante. Também aconteceram palestras muito legais. Uma delas foi com diversos diretores de cinema que mostraram suas experiências e falaram do cenário cinematográfico atual. Dois desses diretores fizeram filmes importantíssimos como "Cidade Baixa"e " Central do Brasil", na verdade são diretoras, muito legais. Outra palestra que tivemos foi de uma cubana, esposa de um dos maiores documentaristas do mundo, o Santiago Alvarez. Foi muito legal conhecer um pouco do cinema de Cuba e os trabalhos do Santiago. Lá as pessoas são muito interessadas por obras audiovisuais e nos cinemas há filmes de todos os países, não só filmes americanos como aqui no Brasil.
Teve muitas outras coisas, mas eu infelizmente não pude ir em todas, porém venho aqui ressaltar como esse festival foi bom!  Parabéns á direção e á UFRB pelo apoio!

4 comentários:

  1. Oii Helio! Gostei mto desse post. Realmente valorizar uma cultura é fundamental, ainda mais a dos negros que eu particularmente acho linda. Tb tive mtas colegas que alisavam o cabelo, eu sempre fui contra isso, acho tb q devemos ser nós mesmos, sem tentar imitar nd! Na faculdade é td mto diferente mesmo, aqui na minha os negros são mto independentes e gostam deles do jeito q são, sem essa de feio ou bonito!
    Esse BAFF deve ter sido mto bom ne? Sou louca pra ir em festivais como esse, mas aqui nunca tem!
    Fazer o q! hauahauh
    Bjoo

    ResponderExcluir
  2. Tá vendo? Isso existe em todos os lugares! Acho q todos devem pensar um pouquinho mais nisso..
    Foi mto legal sim hany, aprendi mto com todas as palestras, na oficina, enfim foi bom bom! Ah,tomara q um dia vc possa ir em um, o q n falta são festivais de cinema aquino brasil, se vc quiser ver tem um blog na minha lista de blogs favoritos aqui do lado q fala sobre mtos festivais e as datas..é interessante!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Vc tem toda razão helio. Os negros precisam valorizar mais suas culturas e deixar um pouco de lado essa questão de sempre fazer o que os brancos fazem, como alisar o cabelo, fazer coisas ditadas pela mídia capitalista. Isso é horrível, mas dou total apoio aos negros que são negros com orgulho, que valorizam seus jeitos de ser.
    Esse Baff deve ter sido mto bom! Mto interessante o objetivo dele, e as oficinas então vc deve ter amado ne. Tb queria um dia conhecer esses diretores famosos q vc viu!! Nossa, deve ser d+!
    ahh gostei mto do novo layout e do novo nm! Ficou mto bom!
    Abraçooss

    ResponderExcluir
  4. Precisam sim Matheus! Não só isso, mas ensinar também seu filhos a terem suas próprias culturas, é fundamental...

    foi mto bom!! Amei mesmo, ah eles são muito,muito legais, vc com certeza iria adorar :)
    Que bom q vc gostou das mudanças no blog, fico mto feliz!!
    abraçoss

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo