Thinking

3 de mar de 2010

“Já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas” (Clarice Lispector)

Achei essa frase na capa do meu módulo de redação do cursinho. Apesar de já ter lido várias frases da Clarice em textos do colégio, na internet e em outros lugares, nunca tinha lido essa. Achei bem interessante por que realmente no dias atuais muita gente “escreve” esmagando as entrelinhas, as verdades, as virtudes, omitindo as erros que são erros mais ninguém quer acreditar, escondendo seus reais valores.

4 comentários:

  1. Eu também nunca tinha visto essa, mas é muito boa! Aliás, tia Clarice detonava, rs! ;)
    Acho que também se relaciona um pouco com o que eu abordei naquele post "Três Palavras Banais" - às vezes vale a pena deixar as entrelinhas em branco, com espaço pra se imaginar as verdadeiras intenções que levaram o autor a colocar aquelas palavras juntas, do que deixar seu significado óbvio. ;)
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. hauahauh ela detonava mesmo!
    Então..eu também concordo com suas idéias, realmente em certos momentos vale a pena deixar a entrelinhas subtendidas,mas esmagá-las com palavras é muito pior do que deixar o significado óbvio não é?

    Abraçosss :)

    ResponderExcluir
  3. Belo [e bem observado] comentário sobre o texto de Clarice. Eu já li várias vezes, e até pensei em usá-lo na minha última mudança de topo, mas ficou para outra oportunidade, se não no topo, em algum post futuro.
    Obrigada pelo comentário lá no blog. Já respondi, ok?! É só passar lá e ler. Fique a vontade sempre que quiser comentar.

    bjuxx*
    Até+

    ResponderExcluir
  4. que bom q vc gostou :)
    essa frase realmente é linda e o engraçado e q nunca tinha visto e olha q eu leio mto a clarice..
    ah ja vi sua resposta,irei voltar mais vezes sim e vc tb comente mais vezes aqui ^^
    Bjooo

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo