Sonhos de Évila

22 de mar de 2010
Évila caia repentinamente rapidamente num mundo de abismos por entre galhos árvores os ventos descendo seu medo crescendo o frio chegando a água gélida do mar. De repente tudo ficou azul. Seu corpo afastava-se da superfície sendo empurrado por uma força estranha que vinha não se sabe de onde e aquela sensação de frio arrepiava-o frágil, agora inconsciente naquele lugar distante. Na sua escuridão, Évila sonhou com seus sonhos e com quem faziam-nos realidade, os rosto alvos daqueles que amavam pareciam-lhes familiar a medida em que desapareciam aos poucos sendo substituídos por diferentes pensamentos, os quais pareciam mais claros do que nunca. As profundas mágoas não hesitaram em aparecer, sinuosas, ingratas naquele momento de desprovida incapacidade de querer ser dona de seus atos, mas suas lágrimas já estavam rolando pelo rosto enquanto corria daquele ser que um dia tanto amou e a fizera sofrer por meros ciúmes e falsas promessas. A imagem borrada de seu rosto vinha de encontro ao dele que dizia palavras que não queria ouvir. Parecia que tudo estava branco, enevoadas montanhas surgiam gloriosas enquanto uma luta incessante por liberdade acontecia agoniante entre árvores grandes e tenebrosas. E pedaços de momentos passavam por entre seu corpo, lembranças que guardava dentro de si, no seu mundo que ela mesma ainda não conhecia. Eram palavras ditas, gestos mal elaborados, momentos que foram em vão. Um deles porém a tocou de modo mais forte, a lembrança daquele beijo puro de pessoas que se amavam.
Mas ela não percebia que quanto mais sonhava mais perto chegava de seu real sentimento. Quanto mais sonhava mais perto ficava daquele que feriu sua alma ao ponto de por amor entregar-se aos riscos do ciúme. E não percebeu que aquele lugar azul aos poucos tornou-se a expressão dele fazendo com que seus olhos fossem de encontrou aos seus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo