A certeza do amanhã

5 de fev de 2010

Vanessa escutava ás escondidas as conversas de sua mãe. Sentada próxima á porta do quarto, tímida e supostamente muito curiosa, ouvia atentamente tudo o que se passava no local. Não era uma rotina diária, ela confessava pra si mesma, mas na melhor das hipóteses era necessário ouvir tudo para que nada desse errado.
Em um certo inverno, soube pelo próprio pai que iriam se mudar pra uma casa distante do bairro que moravam. Na visão dele a casa era muito bela e tinha um quarto muito espaçoso para a garota que ouvia tudo atentamente. Ela não gostou da idéia de se mudar do bairro, oras, iria ficar longe dos amigos e de seu lugar predileto: o jardim.
Era no jardim que Vanessa pensava em sua vida. Todos os dias de tarde sentava-se no gramado úmido e frio e já deitada olhava pro céu imenso , poderoso pensando nas coisas que aprendera no dia, nos acontecimentos marcantes e em tudo o que se passou.Via no céu a paz que procurava encontrar nos dias em que estava triste, a alegria de talvez ver um sorriso. O jardim era o seu mundo.Nesse dia porém ele estava molhado, sujo e o vento gelado fazia balançar seus cabelos longos, negros. Vanessa sentou-se por alguns instantes e olhou o horizonte frio e cinzento que dominava agora o céu do seu mundo. A chuva ainda caia, fina, transparente molhando seu cabelo e retirando os pensamentos que não queria ter.

A partir desse dia a garota mais do que nunca passou a ouvir a conversa dos pais. Talvez pudesse ouvir uma nova notícia do pai, ou quem sabe o cancelamento da mudança para a nova casa. Essas idéias passavam-lhe por sua cabeça ao ponto de lhe causar uma epifania: ela queria a certeza de que o dia não iria acabar.


Helio Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim :)

| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo