E os dias passam...

16 de fev de 2009

Estou muito feliz ultimamente, apesar de minhas férias já terem acabado. Há uma semana voltei aos estudos e já tive boas experiências no meu novo e último ano letivo. Percebi logo de cara que o terceiro ano não é um ano qualquer, mas sim um ano de decidir o meu futuro, o que vou ser e o quero seguir. É um ano não apenas de estudos, mas sim de mais dedicação e esforço dobrado para que tudo ocorra bem no vestibular do final do ano. É legal notar como não só eu como muitos colegas meus evoluiram ao longo dos anos. Agora a postura é outra. Os objetivos falam mais que o simples fato de ter que ir estudar,sem ter o compromisso e a pressão em cima de nossas cabeças. Ah...como sinto falta da minha infância, onde tudo parecia ser tão simples e fácil.

Vi meus amigos que há muito tempo não tinha contato. Sou muito grato por ter suas companhias. Vi pessoas que gosto, mas que por motivos maiores me afastei, vi até pessoas que queria muito conhecer melhor, mas que vendo agora já não são tão importantes assim. É chato ver uma turma totalmente diferente. Muitas pessoas da minha perderam de ano, outras mudaram, e eram pessoas que eu tinha muita afinidade, que pena. Pior ainda é juntar duas turmas que sempre se odiavam e que são chamadas pelos professores como "as piores" como se nada tivesse acontecido. Sim, vou mudar de turma amanhã.

Ainda não decidi o que vou fazer, mas as idéias já estão aparecendo na minha maça cinzenta que agora todos os dias trabalha constantemente em frente á professores e alunos que, na minha opnião, querem o mesmo que eu.

Au revoir

29 de jan de 2009

Hoje já é dia 29. Como o tempo passa rápido. Outro dia, aqui estava eu falando que tinha acabado de entrar de férias e semana que vém já é minha última semana de descanso e paz. Estudar muito, é a vida. Não queria me despedir de Janeiro com a minha última postagem. Pois ela é meio que reflexiva e triste. Hoje não. Quero falar de coisas boas. Pois são delas que temos que nos lembrar nos momentos difíceis,quando tudo parece acabar e ser impossível. São as coisas boas que nos fazem mais feliz, nos fazem pensar no futuro de uma forma melhor, sem todos esses conflitos generalizados de todas as formas que o homem criou e cria.
Nada melhor do que você ter pessoas com quem contar e se divertir. Ultimamente tenho tido boas e ruins esperiências, mas ruins no bom sentido. Dar risada faz bem a saúde. Não me lembro quem disse isso, mas seja lá quem for tem toda razão. Rir, se divertir, conhecer novos lugares. Todos nós temos o direito de fazer isso. Todos nós somos capazes de fazer isso.Como deve ser bom para um preso sair da prisão e ver o mundo com outros olhos e pensamentos diferentes dos que tinha antes. Ver o mundo, sentir o mundo. O mundo está aí, basta querermos conhecê-lo.
Surpresas são tão boas, quanto e fato de você se divertir. É tão bom quando uma pessoa que você gosta vem falar com você, sendo que há muito tempo(pra ser mais preciso, algumas semanas)você não fala com ela. Lógico, surpresas ruins são totalmente descartadas nas nossas vidas. Consideremos apenas as boas, as que nós fazem bem, obrigado. O inesperado sempre acontece, disso você pode ter certeza.
Pensar em coisas boas, ouvir coisas boas, ter com quem contar. Essa é a alegria que todos nós precisamos. Em um mundo repleto de falsidade, violências, mortes, tudo isso parece ser o bem mais preciso que podemos ter. É com essa mensagem que me despeço de Janeiro.Au revoir!

Sons, Música e Violão

6 de jan de 2009



Por que ouvir músicas me faz sentir tão bem? Pareçe que quando ouço, esqueço tudo e todos os problemas que tenho. Elas me fazem sentir melhor, acaba com o tédio, com a solidão. Ainda não tive a oportunidade de conheçer pessoas que não gostam de música. Ah, no dia que conheçer perguntarei como ela consegue viver assim. Mas enfim, não gosto de todas as músicas. Confesso que prefiro músicas mais no estilo "rock" mas não há nada que me impeça ouvir mpb ou musicas mais lentas. Odeio mesmo pagode. Não tenho nada contra as pessoas que gostam, mas eu particularmente não gosto. Não tem letra nenhuma e ainda por cima é um som horrivel de dar nó nos tímpanos. Lembro de um dia estar em frente a um trio elétrico quando uma banda de pagode da minha cidade tocava muito feliz. Sem fingir não gostar do que ouvia, tapei meus ouvidos com a mão na frente de todos que ficaram me olhando como se perguntassem " não gosta cai fora muleque"! Bom essa é minha opnião, mas cada um tem seu gosto né?
Desde pequeno sempre gostei de Sandy e Junior. Mas aí cresci e vi que as músicas da dupla já não combinavam comigo e eu não estava gostando mais. Foi então que ouvi uma das cantoras que mais amo: Avril Lavigne. A partir daí me apaixonei por ela e fui a cada dia que passava procurar mais e mais bandas com o mesmo som.Depois fui ouvindo outras mais pesadas. Hoje ouço várias bandas, dentre elas Paramore, Fake Number,Flyleaf,Evanescence, The Strokes..Muitas bandas internacionais, sim eu prefiro.Mas nada como uma doce voz de Marisa Monte e as famosas músicas de Kid Abelha.Não ouço tanto a Avril como ouvia antes, ela mudou muito, mas continuo gostando dela. Toco violão há quatro anos e ja compus muitas músicas. Me inspiro muito nessas bandas, mas minha criatividade de vez em quado vai além da conta e faço músicas totalmente diferentes. Eu gosto do diferente.

Cai a chuva

5 de jan de 2009

Hoje choveu muito.Há dias que não via uma gota de água cair de uma nuven na minha cidade. É por essas e outras que o nordeste tem a fama de ser muito quente e seco. É verdade, aqui é muito quente, mas também quando faz frio, o frio é frio mesmo! A chuva veio com tudo, junto com os relâmpagos e fortes trovões que caiam toda hora em lugares que eu não consegui indentificar. Por sorte meu computador não queimou na hora em que um deles caiu e o desligou fazendo um clarão pela casa inteira.


Eu gosto da chuva. É tão bom ler em dias chuvosos. É tão bom dormir quando chove, pareçe que o sono fica mais gostoso não é? Duvido que você discorde de mim. A chuva refresca a cidade, é boa para as plantações e ainda nos faz sentir bem. Mas por outro lado ela causa uma série de problemas. Me veio á cabeça aquelas imagens que passaram no jornal nacional das casas caindo e do sofrimento das vítimas da catástrofe em Santa Catarina. Nós não temos idéia de como o poder da água é grande. É por isso que me sinto abençoado de ter nascido aqui, não pelo fato de não chover muito, mas pelo fato de ser um lugar calmo e tranquilo também.


Ainda está chovendo muito, espero que passe logo. Nada como um bom dia ensolarado para reanimar não é? O sol me faz ter diposição para um longo dia que temos pela frente enquanto a chuva, ah, essa so me dá preguiça.


Deixa eu postar logo antes que um raio caia e desligue meu pc..

O mar

4 de jan de 2009

O mar me faz refletir sobre muitas coisas. Ontem fui pra uma praia aqui perto da minha cidade onde moro. Uma praia um tanto conhecida mas ao mesmo tempo muito criticada pelas pessoas. É que na verdade o governo não sabe ter o controle devido e com isso muitas coisas chatas acontecem, como falta de luz, água, e despejo de lixo próximo ás casas. Apesar disso, as casas são lindas e a praia em sí é muito bonita e calma. Pensando e refletindo perguntei pra mim mesmo o que faz o prefeito dessa cidade. Se a praia é tão linda e todos se divertem do jeito que ela está agora, imagine se tudo fosse perfeito e todos pudessem colaborar pagando o iptu e coisas do tipo corretamente. Claro, lá ninguem paga essas coisas. Pagar pra quê ja que não haverá retorno?

Mas a viajem foi ótima. A casa estava cheia de gente como todas as casas de praia que conheço. Não bastasse isso, crianças corriam de um lado pro outro enquanto músicas que não gosto entravam de forma ensurdecedora em meu ouvidos. Havia uma cabana em um terreno que ficava próximo á casa do amigo de meu pai onde eu estava. Pensei em como deveria ser legal você se aventurar assim. Eu não conhecia quase ninguem que estava presente lá. Os garotos da minha idade pareciam que não me viam quando eu passava por perto deles, por esse motivo fiquei na maior parte do tempo conversando com os adultos. O que não foi ruim. A noite foi longa, muito barulho e enfim acordamos e fomos de novo pra praia onde pude torrar no sol quente. Comemos queijo,acarajé e muitas outras coisas..Estou de volta, e realmente o mar me fez refletir sobre muitas coisas.

Pensando no meu futuro

2 de jan de 2009

Hoje acordei pensando no meu futuro. É..no que vou fazer da vida. Esse ano tenho que fazer o famoso vestibular. Anos e anos de estudo para enfim chegar nesse misterioso dia e conseguir passar. Mas essa é a questão. Passar. A concorrência é tão alta..

Mas se fosse apenas isso estaria tudo ótimo. A questão é: o que fazer? Garanto que você ja deve ter passado por isso, realmente é chato e é preciso pensar muito pra não fazer escolhas erradas. Você deve estar se perguntando " poxa mas vc não está de férias?", estou sim, mas tenho que pensar muito pois o tempo corre e a gente nem percebe. Pensar é sempre bom e analisar melhor ainda pois assim a gente vê no que pensou e reflete a respeito disso.

Alguns dizem que poderia ser um bom médico, outros falam que um odontologista habita o meu corpo. Mas na verdade essa área não é realmente o que gostaria de fazer, apesar de gostar muito. A arte realmente é minha paixão. Estudar artes cênicas, música, ou algo que tenha a ver a arte de escrever seriam cursos que me fariam feliz. Mas aí vem o medo de não conseguir um espaço na sociedade, o medo da condição financeira, o medo das críticas de uma sociedade onde o certinho é ser medico ou advogado ou algo do tipo. A crítica familiar. Difícil não é? Mas eu vou conseguir superar essas barreiras, ah se vou.
| Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo